Lugares

Os rituais são actos simbólicos. Transmitem e representam os valores e os regimes que tornam coesa uma comunidade. Geram uma comunidade sem comunicação, enquanto o que predomina hoje, é uma comunicação sem comunidade. Antoine de Saint-Exupéry descreve os rituais como técnicas temporais de instalação num lugar: “Os ritos são no tempo o que a morada é no espaço. Pois é bom que o tempo que transcorre não nos dê a sensação de que nos gasta e nos perde, como ao punhado de areia, mas nos realiza. É bom que o tempo seja uma construção. Assim vou de festa em festa de aniversário em aniversário, de vindima em vindima. Ao tempo falta hoje a estrutura sólida. Não é uma casa, mas um fluxo inconsistente. Esvai-se na mera sucessão dum presente pontual. Esfuma-se. Nada o detém. O tempo que foge não é habitável. [Byung-Chul Han (2019), Do Desaparecimento dos Rituais]

Leave a Reply