Selar Lisboa

Esta linha circular do metropolitano é o coroar da estratégia do Manuel Salgado para Lisboa: um núcleo central com forte concentração de terciário e habitação de luxo (Eixo Central e Avenidas Novas), a que se juntam a Baixa, as colinas históricas e a frente ribeirinha, para usufruto dos turistas e residência de estrangeiros endinheirados. Fora desta cidade para os ricos e os turistas, ficam os bairros municipais, a classe média e os “enclaves” da população trabalhadora de menores recursos que ainda resiste à expulsão para as periferias. Estamos assim perante uma cidade cada vez mais dual, onde a linha circular do metropolitano só vem favorecer, acelerando, o processo de gentrificação e turisficação de Lisboa. Ao mesmo tempo deixa para as calendas gregas o serviço a bairros populares que continuam mal servidos de transportes coletivos. [Fernando Nunes da Silva, antigo vereador da Mobilidade da Câmara Municipal de Lisboa, SOL, 2018]
“Numa visão de futuro”, o vereador Manuel Salgado, responsável pelo Urbanismo na Câmara de Lisboa, entende que esta é “uma área com enorme potencial” para acolher um espaço verde num contexto em que as actividades portuárias de Santa Apolónia e Xabregas seriam deslocalizadas para o putativo porto de contentores do Barreiro. O vereador fez estas declarações durante uma convenção autárquica do PS Lisboa. Salgado referiu que o encerramento da estação ferroviária Santa Apolónia seria “uma oportunidade única para fazer a ligação dos vales de Santo António e de Chelas ao rio” e acrescentou que não faz sentido que a estação esteja no centro da cidade, já que grande parte dos passageiros que chegam a Lisboa saem na gare do Oriente. Em declarações ao Diário de Notícias, Salgado afirmou também que a principal estação de Lisboa é a de Entrecampos  e que “a tendência no futuro é reforçar o seu papel como estação central”. Na primeira década deste século chegou a ser apresentado uma projecto imobiliário para a frente ribeirinha na zona de Santa Apolónia que implicava desafectar daquele local a operação ferroviária. A urbanização de vastos espaços da área compreendida entre o Parque das Nações e Marvila, no troço Gare do Oriente-Santa Apolónia, foi projectada por Manuel Salgado, antes de se tornar vereador. [Publico, 2015]

Leave a Reply