A História da 1002ª Noite

[crítica do livro A História da 1002ª Noite (1939), de Joseph Roth, publicado por E-Primatur (2016)]
Joseph Roth é impiedoso e mordaz na sua análise da melancólica, aburguesada e decadente sociedade austríaca do fim do Império Austro-Húngaro, brilhantemente corporizada pelo inútil Barão Taittinger. Com ele e mais umas quantas personagens densas, este romance popular é um cordel de episódios divertidos e sádicos que acontecendo num contexto, capturam na verdade certos aspectos intemporais de qualquer sociedade humana.

Leave a Reply