Vida de Café

Artista e Modelo (1953), Almada Negreiros
Em Madrid, pensava Robert Jordan, queria comprar alguns livros e pediria um quarto no Hotel Flórida e tomaria um banho bem quente. E mandaria Luís, o porteiro, procurar-me uma garrafa de absinto, se ainda as houver nas Mantequerías Leonesas ou em qualquer outro ponto perto da Gran Via, e ficaria deitado a ler, depois do banho, bebendo um ou dois absintos. E depois telefonaria para o Gaylord a fim de saber se poderia lá ir jantar. [Ernest Hemingway (1940), Por Quem os Sinos Dobram]
 

Leave a Reply