Canal História

Na Venezuela, o Socialismo, e a Esquerda em geral, voltou a não resultar. O Banco Central da Venezuela confirmou que não há produtos de primeira necessidade como farinha, óleo, leite, açúcar, manteiga ou sabonete, nas prateleiras das lojas venezuelanas. Os inspectores do banco concluíram que há sérios problemas de abastecimento, tão sérios que ao problema tem de se chamar “escassez”. Os analistas explicaram que esta escassez se deve a muitos factores, a maior parte deles relacionados com a gestão do país. E, em primeiro lugar, põem a política de controlo dos preços por parte do Governo, que desmotivou os produtores e fez baixar os níveis de produção. Ou então produzem para exportar (sobretudo para a Colômbia), através de rotas de mercado negro onde conseguem lucros de 500%. A produção das empresas estatais também baixou consideravelmente, perante a escassez de matéria-prima (demasiado cara e de exportação) e as falhas constantes de energia. Toda a gente sabe que se um dia resultar, será em Portugal. Nunca seria no país com as maiores reservas de petróleo no mundo.

Leave a Reply