Elementar

A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, abordou a possibilidade de haver uma flexibilização da meta do défice público para 2014, acordado com a troika para os 4%. “No debate público, assistimos com frequência à discussão sobre as metas do défice orçamental como se a mesma se resumisse ao que os nossos credores oficiais nos permitem atingir e ao que o Governo consegue negociar. Como se mais défice não significasse ainda mais dívida.” Aí está algo que deveria estar em todas as escolas, hospitais, cafés, estádios, ruas, casas e até carteiras portuguesas: Como se mais défice não significasse ainda mais dívida.

Leave a Reply