Sim, é possível

Grécia anunciou o encerramento da sua TV pública, ERT. “Numa altura em que o povo grego está a passar por sacrifícios, não há espaço para demoras, hesitações ou tolerância para com vacas sagradas”, declarou o governo numa comunicação transmitida pela TV estatal, que tem 70 anos de história. “A ERT é um caso de falta de transparência excepcional e extravagância incrível. Isso acaba agora.

A Grécia acabou de mostrar o quão simples é fazê-lo, haja coragem em Portugal para fazer o mesmo com a Rádio e Televisão de Portugal (RTP). A RTP é uma empresa estatal que inclui várias estações de rádio e televisão, nacionais e internacionais; é paga pelos cidadãos de Portugal através de subsídios dos orçamentos de Estado e da taxa mensal de contribuição audiovisual, incorporada nas facturas da electricidade. A RTP é uma grande inutilidade, e um monumental roubo aos portugueses, que apenas tem duas soluções possíveis: ser totalmente vendida ou simplesmente encerrada. Os media privados portugueses, de âmbito nacional e regional, são mais que suficientes para cobrir as necessidades audiovisuais portuguesas.

Leave a Reply