História Contemporânea de Portugal

O Robotarium, que custou cerca de cem mil euros, foi inaugurado há quase cinco anos num novo jardim de Alverca e consiste numa grande estrutura envidraçada onde foram colocadas quatro dezenas de robots que reagiam e movimentavam-se com a aproximação de visitantes. O Robotarium está desactivado e abandonado há mais de três anos porque se sucederam os actos de vandalismo. A presidente da autarquia de Vila Franca acrescentou que não se sabe “quando nem como” será possível ter uma solução para o Robotarium.
O Instituto Politécnico de Beja tem novas instalações que custaram seis milhões de euros, apesar de não ter alunos para encher as suas salas, fazer uso dos laboratórios e dos seus sistemas informáticos. “Se fosse um projecto do meu tempo não construía este espaço”, recorda o presidente do IPB e acrescenta que como não existem alunos para lhe dar uso, o edifício passará a ser um “espaço do país” e não um “espaço do instituto”. A decisão de avançar com o projeto foi do governo de José Sócrates. Depois de um aeroporto sem aviões, Beja tem uma escola sem alunos.

 

Avaliação

Um homem interveio num processo crime apenas na qualidade de testemunha e acabou condenado a indemnizar o Estado em 192 mil euros. Ao tomar conhecimento da decisão judicial “o homem ficou desvairado, deixou de comer e de dormir, tomava sedativos para descansar, receou ficar na miséria e emagreceu”. Foi um “erro grosseiro” considerou agora o Supremo Tribunal de Justiça, e condenou o Estado português a indemnizar o cidadão em 10 mil euros. 

O julgamento do caso BPN tem 16 arguidos e mais de 300 testemunhas. Teve início a 15 de Dezembro de 2010 e até hoje, passados cerca de 800 dias, houve audiências em pouco mais de 120 dias nos quais se conseguiu ouvir o estonteante número de 9 (leu bem, nove!) das 300 testemunhas. A este ritmo, uma decisão de primeira instância demorará, pelo menos, 5 anos. A que se seguirão os recursos. A que seguirão as aclarações de sentença.

Se tiver um problema, por favor, não vá aos tribunais portugueses.

Slash

[review of the book Slash (2007), by Slash, published by Quinta Essência (2008)]
Slash shares his rollercoaster lifestyle (full of heroin and boozes) from his childhood to his mid-twenties. You may think that you are reading a fiction novel, but hold your chair and learn how rock legends (and bands) are made.