Carrossel

A Ordem dos Médicos afirma que especialistas em Medicina Geral e Familiar portugueses estão a ser contratados com condições e salários inferiores aos dos colegas cubanos “importados”: “Mensagem que o Governo transmite aos jovens: fujam da Medicina Geral e Familiar, emigrem para terem perspectivas dignas de trabalho, ou naturalizem-se cubanos, de preferência sem qualquer especialidade, para depois poderem conseguir bons contratos”.

Os médicos sublinham que não são xenófobos e que recebem os colegas de braços abertos, apenas não compreendem os cubanos sejam privilegiados pelo Governo português.


A reitora da Universidade de Évora, Ana Costa Freitas: “é obrigação do Estado dar o máximo de educação e de formação, mas duvido que Portugal, e os países mais pequenos, sejam capazes de ter empregos qualificados para tantas pessoas, muitos precisarão de ir para fora. O nosso problema não é que os nossos jovens saiam, é que não venham outros. Temos de garantir que há este intercâmbio constante e os nossos alunos devem estar preparados para arranjar o emprego que quiserem e onde quiserem”.

É assim o carrossel da globalização, cidadãos de lado nenhum e terras sem donos.

Leave a Reply